Conhece algumas tecnologias que já não se usam (tanto) | Pplware Kids

Conhece algumas tecnologias que já não se usam (tanto)

Olá pequeno génio, como estás?

Espero que gostes do espaço PplwareKids, e que os nossos posts te tenham ajudado já a perceber um pouquinho mais sobre tecnologia!

Para hoje o tema vai ser para ti mas também para os teus pais, pois hoje vou mostrar-te algumas tecnologias que já não se usam tanto!

Será que as conheces a todas? Vamos ver!!

19-10-2013 20-38-03


 

Bip Pager

pager

 

Estes pequenos aparelhos foram muito populares entre 1980 e 1990, e serviam para a troca de mensagens, emitindo um ‘bip’ sonoro aquando da sua recepção. Para se enviar uma mensagem para um determinado número de bipper, a pessoa teria que telefonar para o centro de controle de chamadas e dizer a mensagem pretendida, e esta chegaria, em forma de mensagem, ao bip do destinatário.

 

Máquina de escrever

escrever

 

Em 1714 surgiu a máquina de escrever, desenvolvida por Henri Mill. Trata-se de um instrumento para escrever com teclas incorporadas e que, quando premidas, deixariam a sua marca numa folha de papel, através de fitas de tinta, preta ou vermelha.

Hoje já não é muito comum vermos alguém utilizar as máquinas de escrever, pois os computadores vieram substituir esta forma de passar os pensamentos para o papel.

 Walkman – Leitor de Cassetes

sony-walkman

 

Walkman é uma marca, da Sony, mas serve para designar todos os leitores de cassete móveis para ouvir-se músicas ou outras gravações. O primeiro walkman surgiu em 1979 e muitos não acreditaram no sue sucesso, mas a verdade é que quase toda a gente tinha um walkman e era muito habitual vermos as pessoas a ouvir música nas ruas, com os seus headphones.

Depois deste aparelho, surgiu ainda o Discman para ouvir CDs mas ambas estas tecnologias são hoje substituídas pelos smartphones, ipods, e outros leitores mais pequenos.

 

Cassete (música e VHS)

fita-casseteEsta primeira cassete era aquela que se colocava no Walkman. Estes gadjets continham gravações, como músicas, reportagens etc. Muitos artistas musicais gravaram álbuns em Cassete, e ainda muitas se conseguem encontrar à venda em Quiosques ou supermercados, por exemplo.

É constituída por uma fita magnética no seu interior, o que possibilita a gravação, e a sua criação deve-se à empresa Philips, em 1963.

Atualmente ainda se vêem carros com leitor de cassete.

VHS-Kassette_01_KMJ

Esta cassete, é a chamada VHS (Video Home System), e tem também como objectivo a gravação de conteúdos, como por exemplo, programas de TV. A empresa JVC foi a autora deste gadget em 1976, e também ainda consegues encontrar algumas cassetes à venda, com filmes, por exemplo.

Eu mesma tenho inúmeras cassetes de vídeo com bonecos animados!

Disquete

disquete-g-20100426

 

Essa tecnologia foi muito utilizada quando surgiram os computadores ‘em massa’. Serviam de armazenamento de informação.

Tinham um disco magnético que era possível até retirar, e eram gadgets muito úteis que se arrumavam com facilidade.

Com uma capacidade de armazenamento de 1.4 MB (nada a ver com as atuais pens), esta tecnologia começou a ser comercializada no ano de 1971.

Hoje em dia o que vemos mais são as pens, os discos externos e até mesmo o armazenamento Cloud (na nuvem).

Espero que tenhas gostado deste post, mostra aos teus pais/familiares para que eles possam recordar estas e outras tecnologias, e te expliquem melhor como era a era da informática naquela atura!

Conhecias alguma destas tecnologias?

 

 

Arquivado na categoria: Kids


6 Comentários

  1. Conheci todas.
    Só o Pager é que não há cá em casa.

  2. zip100,disquete 5 1/4, spectrum …

    old times, simpler times, awesome moments 🙂

  3. Amiga, spectrum 48k + leitor k7, spectrum 128 c/ leitor k7 integrado … jasus, ca máquinas

    Grandes noites em branco … :p

  4. Conheço-as todas, aqui em casa tenho ainda essas coisas todas, mesmo acho que estou a ficar velhote com 29 anos 😀

Deixar uma resposta


Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. O autor deste site reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.



×