UPS proibiu os camiões de virar à esquerda – e diz poupar milhões | Pplware Kids

UPS proibiu os camiões de virar à esquerda – e diz poupar milhões

No poupar é que está o ganho, adágio é antigo mas certeiro. Na verdade, a empresa diz poupar muito dinheiro em combustível. Para isso, a empresa americana de distribuição, UPS, ordenou que as suas carrinhas de entregas não virem à esquerda. Sabe a razão?


A BBC traz-nos uma curiosidade muito interessante e ao mesmo tempo mostra que tudo é pensado ao pormenor. A UPS, segundo as informações veiculadas, proibiu os seus motorista de virar à esquerda na estrada. A empresa que diariamente distribui 18,3 milhões de pacotes e documentos, refere que esta política permite aos motoristas não seguirem pelos caminhos mais curtos quando se deslocam de um ponto a outro e evita que as suas carrinhas fiquem mais tempo no trânsito.

 

Mas qual a razão por trás destas ilações?

Segundo os estudos da empresa, o virar à esquerda no trânsito (ou à direita, em países onde a mão é do lado esquerdo) faz com que o motorista tenha de esperar que o semáforo ou o trânsito no sentido oposto dê uma oportunidade de cruzar. Também torna mais provável uma colisão entre veículos.

Portanto, desde 2004, a UPS aplica o critério de não virar à esquerda e, atualmente, 90% das viagens que os seus camiões fazem a prioridade é seguir sempre pela direita.

Poderá ver como funciona através deste vídeo.


 
De acordo com a empresa, isto permitiu economizar, por ano, cerca de 38 milhões de litros de combustível, deixando de emitir 20 mil toneladas de dióxido de carbono. Além disso, entregam 350 mil pacotes a mais.

O software que escolhe as rotas dos motoristas, chamado Orion, tem um algoritmo de mais de mil páginas que não determina o caminho mais curto, e, sim, o mais conveniente.

O Orion não traça necessariamente a rota perfeita para os nossos condutores, que fazem em média 120 paragens por dia. Em vez disto, o software escolhe entre milhares de potenciais rotas para dar um caminho mais eficiente aos nossos motoristas.

Refere Myron Gray, presidente de operações da UPS nos Estados Unidos.

 

Será mesmo verdade e funcional?

O programa de televisão Caçadores de Mitos, do Discovery Channel, comprovou que este sistema realmente economiza combustível, como garante a UPS. Mas comprovou outro dado diferente. Veja aqui o vídeo.
 

Para realizar um teste, foram colocados dois veículos com o mesmo número de entregas. Um deles fez oito viragens à esquerda e quatro à direita, enquanto que o outro, apenas uma à esquerda e 23 à direita.

Virar quase todas as vezes à direita não foi o ideal em termos de tempo e distância, pois isso obrigou a percorrer 10,8 quilómetros e gastou 61 minutos para completar as entregas. Enquanto isto, com mais viragens à esquerda, o outro veículo percorreu 8,3 quilómetros em 52 minutos.

 

Mas… então onde está a poupança?

No combustível. Os resultados apuraram que para fazer a rota usando só os cruzamentos à direita exigiu 1,81 litro de gasolina, enquanto que virar à esquerda, consumiu 3,08 litros.

Isto leva a concluir que mesmo havendo uma economia de combustível, a técnica apenas funciona em frotas de milhares de veículos e não funciona para o condutor comum nem empresas que tenham poucas viaturas, estas acabarão por consumir menos, é verdade, mas o tempo de entrega seguramente será maior o que não favorece a performance geral.

Os responsáveis pela experiência dizem que, para se notar a economia, de forma geral, todos os motoristas de uma cidade teriam que ser proibidos de virar à esquerda.

Arquivado na categoria: Curiosidades


9 Comentários

  1. Filipe José de Matos Serra

    Esta notícia já tem 10 anos http://abcnews.go.com/WNT/story?id=3005890

  2. Outra estratégia muito boa que estas empresas estão cada vez mais a adoptar é a de deixar mensagem na caixa de correio do destinatário e fazer que seja este a deslocar-se a um centro/loja de distribuição.
    Qualquer dia é mais prático e rápido ir buscar as coisas directamente ao remetente do que enviar por distribuidora.

    • Sr. António se estivesse em casa ajudaria muito estes profissionais em vez de dizer asneiras. Ou desse o local de entrega onde existe-se alguém. Mas o seu pensar é ainda doutros tempos. Como distribuidor e gerente de uma empresa de distribuição devia ir a sua casa umas dez vezes e apresentar as despesas das outras nove vezes. É triste pensar assim, quando não se é rei nem coisa nenhuma.

      • Sr Cláudio, não conheço o Sr António, mas se forem como os CTT, tocam uma vez esperam 5 segundos, ( o tempo de preencher o aviso) e deixam na caixa do correio e vão embora e dizem NÃO ATENDEU.
        Tenho gravações de câmaras de vigilância, que em nada servem em tribunal, mas quantas vezes me dirijo aos correios e digo que após chegar à porta apenas vejo o sr das entregas a ir embora de motinha, e dizem que não pode ser.
        Pois, é que todos têm montes de entregas apenas para poucas horas, o SR também é assim para os Seus funcionários?

        Quantos segundos um dos seus funcionários tem para “perder” com cada cliente?

        • Como em todas as profissões há de tudo. E ultimamente assiste-se a uma proliferação de pequenas empresas de distribuição (algumas subcontratadas?). Confirmo o que o Sr. José Cardoso disse e já me aconteceu de devolverem uma encomenda – nem aviso deixaram. Reenviaram-ma e quando recebi e comentei o assunto, o funcionário ainda assumiu que tinha sido ele e que não deixou aviso porque o bloco tinha acabado e não tinha mais!? E isto com o meu nº de tlm na encomenda.
          Repito: há bons e maus profissionais e acrescento que há boas e más empresas.

  3. Faltou dizer que nos EUA e no Canadá geralmente pode-se virar à direita nos cruzamentos mesmo quando o sinal está vermelho e que é por isso que não é preciso parar nos semáforos.

    https://en.wikipedia.org/wiki/Turn_on_red

    • O ponto está aí (em não ser necessário parar nos semáforos vermelhos quando se vira à direita – EUA, Canadá). Se o artigo original fará sentido, a tradução não o faz, por não mencionar esse aspecto. É no que dá traduzir sem conhecimento concreto das coisas

    • Nao em todos is estados. Poucos sao is estados que virar a direita com o sinal vermelho e permitido. Por exemplo nova york

Deixar uma resposta


Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. O autor deste site reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.