O açúcar pode ajudar a curar feridas e queimaduras | Pplware Kids

O açúcar pode ajudar a curar feridas e queimaduras

Moses Murandu, professor sénior de enfermagem na Universidade de Wolverhampton, no Reino Unido, descobriu uma forma saudável de usar o açúcar. Não como forma de ser ingerido, mas para curar feridas.



Muito se fala sobre o açúcar nos últimos tempos, embora não pelas melhores razões. Descobertas cientificas levaram a considera-lo o veneno do século XXI, sendo culpado de muitas doenças graves.

Quando criança, Murandu, cresceu na pobreza, das Terras Altas Orientais do Zimbábue, e quando se cortava ou caia a forma como os seus pais lhe curavam as feridas era esfregando-as com sal. Porém, sempre que o seu pai tinha um dinheiro extra, as feridas eram tratadas com açúcar, que doía muito menos.

Ao que parecia, o açúcar curava as feridas muito mais rapidamente que qualquer outro produto utilizado. Quando em 1997, Murandu entrou como enfermeiro para o Sistema Nacional de Saúde (NHS) do Reino Unido, ficou surpreendido por não utilizarem esse método como tratamento.

Então ele tentou alterar isso, e finalmente está a conseguir. Murandu fez um estudo piloto baseado em aplicações de açúcar na cicatrização de feridas. O seu trabalho ganhou até um prémio do Journal of Wound Care, neste mês de março.

Em algumas partes do mundo, este pode ser um tratamento importante pois nem todos podem pagar o preço dos antibióticos. Mas, no Reino Unido, também já foi mostrado interesse, pois uma ferida infetada por vezes também não responde de forma adequada aos antibióticos.

Para tratar uma ferida com açúcar, tudo o que precisa ser feito é colocar o açúcar diretamente na ferida e uma ligadura por cima. Os grânulos absorvem a humidade que permite que as bactérias se desenvolvam. Dessa forma, sem bactérias, a ferida cicatriza mais rapidamente.

Apesar de casos de sucesso já terem acontecido com este tratamento, e desta descoberta ter apoio um pouco por todo o mundo, Murandu enfrenta uma difícil batalha. O financiamento para mais pesquisas, que o ajudariam a alcançar o seu objetivo final, convencer o NHS a usar o açúcar como alternativa aos antibióticos, está a ser difícil de alcançar.

Isso acontece porque grande parte das pesquisas médicas são financiadas por empresas farmacêuticas, e a verdade é que essas empresas têm pouco a ganhar com o pagamento de pesquisas sobre algo que não podem patentear.

Esta é mais uma prova de que, por vezes, o tratamento de certas doenças são de fácil alcance, mas como não dão lucro às farmacêuticas, continua a ser feito de forma menos eficaz prejudicando assim a saúde dos doentes.

Arquivado na categoria: Saúde


1 Comentário

  1. A minha avó usava açúcar em ferimentos quando eu era criança.wgnorpereira

Responder a Wagner Cancelar resposta


Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. O autor deste site reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.



×