Empresa do Porto ensina jovens a programar... | Pplware Kids

Empresa do Porto ensina jovens a programar…

…para dispositivos móveis!

Programação: uma das palavras mais fortes da atual época histórica. Tudo gira em redor do “mundo dos computadores”, sendo estes, programados por pessoas.

Computadores, tabletssmartphones, televisões, tudo o que com a tecnologia está relacionado.

A empresa Porto Tech Center, sediada, tal como o próprio nome indica, no Porto, está em busca de candidatos para o seu programa de verão onde irão ensinar jovens a programar para dispositivos móveis. Vem conhecer mais!

Empresa do Porto ensina jovens a programar...


Fundado em 2012, o Porto Tech Center (PTC) é um centro de desenvolvimento de software com o objetivo de criar soluções de e-commerce para a Rocket, que está a operar em África.

Em 2014, a Rocket juntou-se à MTN e Millicom, dois dos maiores grupos de telecomunicações em África, de forma a criarem o Africa Internet Group (AIG).

O PTC é, assim, o centro de desenvolvimento de software da AIG. Conta com mais de 280 colaboradores e as soluções desenvolvidas pelo PTC estão presentes em mais de 23 países.

PTC Mobile Academy 2015

O Porto Tech Center está à procura de candidatos para o seu programa de Estágios de Verão – PTC Mobile Summer Academy. Até 18 de maio, podem candidatar-se a este estágio, estudantes ou recém licenciados na área de Tecnologias da Informação.

O Estágio terá a duração de 10 semanas, entre 22 de junho e 28 de agosto, e permitirá aos participantes aprender a desenvolver aplicações para dispositivos móveis, bem como desenvolver a sua própria aplicação em Android ou iOS, integrados na equipa mobile do Porto Tech Center.

Homepage: academy.portotechcenter.com

Arquivado na categoria: Educação


4 Comentários

  1. Boa tarde,

    É sem dúvida uma grande iniciativa. No entanto há que ressalvar que esta empresa tem ‘oferecido’ contratos a recém-licenciados no valor de 300€ (o que consideram um Internship e para aqueles licenciados que não passam nos testes teóricos e práticos do processo de admissão) e também de 600€ (o máximo que qualquer recém-licenciado poderá sonhar nesta empresa, mesmo que seja muito bom, se estiver numa fase inicial de carreira).

    A minha questão é: qual é o verdadeiro interesse por detrás desta iniciativa?

    Reforçarem a contratação de ‘mão-de-obra escrava’ no futuro?

    • ” Reforçarem a contratação de ‘mão-de-obra escrava’ no futuro? ”

      Isso é o objectivo de todas essas noticias que por aí têm aparecido com títulos tais como “mais vagas que candidatos”, “empresas com dificuldades em encontrar programadores”, etc. Os verdadeiros títulos deviam ser “Programadores querem ser pagos decentemente no país onde nasceram e têm que emigrar para se sentir valorizados”.

    • Esta iniciativa trata-se de uma formação e nem sequer requere que os candidatos sejam licenciados.
      Enquanto estudante eu adorava ter tido uma oportunidade como esta.. fazer uma formação e desenvolver uma app integrado numa equipa que tem apps no market com mais de 1.000.000 de downloads.. parece-me sem dúvida uma grande oportunidade!

  2. E qual é o custo para os selecionados?

Deixar uma resposta


Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. O autor deste site reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.



×