Este é o braço biónico mais impressionante do mundo | Pplware Kids

Este é o braço biónico mais impressionante do mundo

A tecnologia está a mudar a vida das pessoas em muitos aspectos, até no que toca à substituição de membros que, por infelicidade, sofrem danos em acidentes.

Este foi o caso de James Young, um gamer que perdeu um braço, e não só, num acidente em 2012. Agora recebeu o braço biónico mais impressionante do mundo… que até tem um drone incorporado!

pplware_braco-bionico-james-young00


O britânico James Young, sofreu um acidente durante uma aventura numa linha de comboio em 2012 e perdeu uma perna e o seu o braço esquerdo. Este jovem, juntamente com outros, candidatou-se a receber uma prótese que parece ter saído de um filme de ficção científica.

Para se candidatar a este braço biónico, os candidatos teriam de responder a alguns requisitos, um deles era serem fervorosos adeptos de jogos electrónicos e que vivessem no Reino Unido. Além disso teriam, obviamente, de querer trazer nas suas vidas um dispositivo que deixará qualquer pessoas de boca aberta.

Sophie de Oliveira Barata, é a britânica que criou esta prótese e que com a ajuda de mais 10 especialistas em robótica, engenharia e design, projectou o braço que é metade arte e metade uma soberba criação da engenharia.

Sophie é conhecida como sendo a rainha das próteses ultra-realistas ou alternativas. Foi ela quem desenhou e projectou a prótese de cristal da artista Viktoria Modesta, usada na cerimónia de abertura dos Jogos Paraolímpicos de 2012.

Este braço biónico tem linhas que, quem gosta de jogos electrónicos, facilmente reconhece a fonte de inspiração: o protagonista do jogo Metal Gear Solid V, Snake, que tinha um “idêntico”. Assim, este braço teve a parceria da Konami, empresa que produz o jogo.

Este é um jogo conhecido do gamer e, para adaptação ao “acidente”, James passou grande parte da reabilitação a aprender a usar o comando da consola com uma mão só, com o queixo e até com os dentes.

 

Laser, Drone, Smartwatch e LEDs

O braço é um conjunto de tecnologia que pode ser modificado e onde podem ser adicionados elementos. O pulso deste equipamento comporta um local para integrar um smartwatch, tem uma mira de laser, luzes LED na estrutura que permitem um aspecto… bizarro mas futurista ao braço tecnológico.

Estes LEDs podem exibir diferentes cores e até piscar segundo o ritmo cardíaco de Young. Os dedos são controláveis, com a dupla função de ser uma entrada USB para carregar aparelhos como o smartphone, mas permitem também fazer upload de dados ao controlador do braço.

O mais curioso é que este “braço robótico” traz no ombro um pequeno drone que, de facto, funciona. Este drone é controlado a partir do antebraço da prótese.

Eu não queria parecer o Terminator porque o meu trabalho envolve conversar com médicos sobre os medicamentos prescritos por eles, eu não queria parecer que estava prestes a matar alguém.

Referiu James num documentário da BBC.

O braço pesa menos de cinco quilos, incluindo o fixador e a bateria. Ele consegue mover os dedos com a ajuda de sensores que detectam movimentos na musculatura das suas costas.

O processo de adaptação não é só ao nível funcional, como pode ser visto no vídeo, pelas palavras do próprio, há uma adaptação social, orgânica a um dispositivo que tende naturalmente a chocar pela sua natureza artificial e muito mais com este aspecto futurista. O treino tende a tornar os movimentos mais suaves, controlar a exactidão da execução das acções .

No futuro, ele espera passar por um procedimento chamado osseointegração, que é a fusão da prótese directamente nos seus ossos, usando titânio. James abriu uma página no site de crowdfunding GoFundMe para conseguir os recursos para esta cirurgia.

Via: IFLScience

Arquivado na categoria: Curiosidades


Deixar uma resposta


Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. O autor deste site reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.