Cientistas criam teste ao VIH que dá resultado em 30 minutos | Pplware Kids

Cientistas criam teste ao VIH que dá resultado em 30 minutos

Um grupo de cientistas do Imperial College London e DNA Electronics desenvolveu um tipo de teste ao VIH que permite usar uma gota de sangue – tal como é usado no controlo da diabetes – colocada numa pequena penUSB e, em cerca de 30 minutos, o dispositivo cria um sinal elétrico que pode ser interpretado por software num computador.

O teste é descartável e poderá ser usado pelo próprio pacientes com VIH para controlar o seu próprio tratamento.

pplware_microchip_dna00


Actualmente, os resultados dos testes ainda demoram alguns dias, isso poderá ser resolvido com este tipo de tecnologia. Este dispositivo USB irá permitir concluir em apenas 30 minutos o resultado da análise. Além disso, os pacientes que já têm o VIH, poderiam com muito mais simplicidade controlar a doença.

Em termos de facilidade de utilização, este também é um dispositivo que traz grandes vantagens. A maioria dos 39 milhões de indivíduos infectados com VIH-1 vivem na África sub-saariana, em países com infra-estruturas limitadas nos sistemas de saúde.

A chave para reduzir a mortalidade do VIH-1 está no acesso à terapia anti-retroviral combinada (TARC), mas para isso é necessário um acompanhamento regular para assegurar uma terapia eficaz e detectar a falha do tratamento o mais cedo possível, a fim de minimizar o aparecimento de vírus resistentes aos medicamentos.

EIA13 Toumazou

Esta nova forma de detectar o vírus poderia dar informação mais eficaz sobre a doença nesses mesmos locais remotos.

Graham Cooke, um dos principais investigadores do projecto, explica que: “o tratamento do VIH melhorou drasticamente ao longo dos últimos 20 anos – a tal ponto que muitos diagnosticados com a infecção têm agora uma expectativa de vida normal”. Isso acontece porque os actuais tratamentos envolvem poderosas drogas antirretrovirais, que reduzem a quantidade de vírus nas células sanguíneas. Embora estas drogas sejam eficazes, os pacientes têm necessidade de fazer exames de sangue regulares para verificar a medição da carga viral.

O aparelho, que utiliza um chip de telemóvel, apenas necessita de um pequena amostra de sangue. Esta gota é colocada num local dentro da penUSB. Se algum vírus de imunodeficiência humana (VIH) for detectado na amostra, há um aumento da acidez no chip e é convertido esse estado num sinal eléctrico. Esse sinal é depois enviado para o computador, que irá determinar o resultado.

Estas informações e detalhes relacionados com o modo como funciona o dispositivo foram publicadas esta quinta-feira na Scientific Reports. Ainda não foi avançada qualquer data para este produto chegar ao mercado nem a que preço.

Arquivado na categoria: Curiosidades


Deixar uma resposta


Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. O autor deste site reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.