Gasparzinho, o robô que brinca com as crianças do IPO | Pplware Kids

Gasparzinho, o robô que brinca com as crianças do IPO

Foi no ano passado que o Gasparzinho começou a “viver” no Instituto Português de Oncologia, em Lisboa. Este robô social está inserido num projeto coordenado pelo Instituto Superior Técnico e até brinca com as crianças, combatendo o isolamento.

gasparzinho


A Lusa falou com um rapaz que está na pediatria do IPO, Gabriel, de seis anos. Este diz que corre atrás do pequeno robô até ficar cansado. Afirma ainda que “Ele não fala muito. Diz olá e não percebo a outra palavra”.

Quando chegou ao IPO, há cerca de um ano, o robô denominava-se apenas MBOT. Entretanto alguém já o humanizou como Gasparzinho.

Desde então, os especialistas têm estudado as relações estabelecidas entre o aparelho e as crianças, realizando pequenas modificações de forma a melhorar as capacidades sociais do robô.

“A receção aqui no IPO, a todos os níveis, desde as crianças, o ‘staff’, os próprios pais, tem sido extraordinariamente positiva. A nossa vontade é continuarmos a desenvolver este tipo de atividade, porque o ‘feedback’ é fantástico” – João Sequeira, IST, responsável pelo projeto

João Sequeira ainda acrescentou que o robô não tem todas as suas capacidades em funcionamento. No futuro, quer-se que o robô possa projetar um tabuleiro no chão de forma a jogar jogos com as crianças.

Robô Gasparzinho

Projeta-se que, no futuro, o robô possa vigiar os meninos que muitas vezes usam o corredor para correr ou andar de triciclo. Outra funcionalidade que se quer implementar é de auxiliar nas salas de aula, ajudando os professores em pequenas coisas.

A reação das crianças varia de idade para idade referiu Filomena Pereira, diretora da pediatria do IPO, destacando ainda que este projeto é de grande importância e complexidade (tal como nas relações humanas).

“Há crianças muito pequenas que tendem a humanizá-lo imediatamente, a achar que ele é um de nós, há outros que ficam com dúvidas, portanto, há ali qualquer coisa, por um lado parece que sim, é um de nós, por outro lado não é. E depois há os maiores, que conseguem ter a sua distanciação” – Filomena Pereira

A figura deste robô branco foi criada com base num inquérito e desenhos de 119 crianças e adolescentes de diversas escolas portuguesas.

O MBOT faz parte da iniciativa no programa europeu MOnarCH (Multi-Robot Cognitive Systems Operating in Hospitals) que envolve o Instituto de Sistemas e Robótica do IST e ainda oito parceiros portugueses e europeus.

Já conhecias este projeto?

Arquivado na categoria: Segurança


1 Comentário

Deixar uma resposta


Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. O autor deste site reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.



×