Mindfulness e meditação previnem desenvolvimento de doenças | Pplware Kids

Mindfulness e meditação previnem desenvolvimento de doenças

Mindfulness e meditação, duas modalidades cada vez mais procuradas para melhorar corpo e mente. Para além de darem serenidade, como se de uma libertação da mente se tratasse, ajudam também a atenuar inflamações causadas pelo stress.



Praticas de libertação da mente

A meditação é uma prática já muito antiga para acalmar a mente que, através de um conjunto de técnicas, tenta treinar e focar a atenção.

Mindfulness define-se como um estado de mental de controle sobre a capacidade de se concentrar nas experiências, atividades e sensações.

As práticas da mente e do corpo têm grande vantagem na prevenção e no melhoramento das doenças relacionadas com o stress, desde as dores musculares à demência. Cada vez há mais evidências, mas ainda não está nada provado cientificamente.

A mente comanda o nosso corpo

A mente é uma das partes mais importantes do nosso corpo e é ela que nos comanda, por isso, se a nossa mente estiver bem, conseguir libertar-se um pouco da dor, isso certamente vai influenciar a saúde física. Como se costuma dizer, “a força de vontade é metade da cura”.

Avanços recentes nesta área estão a facilitar os estudos relativamente aos padrões de atividade genética nas células, como a paz interior influencia o sistema imunológico de forma a evitar ou melhorar a doença.

Buric, uma psicóloga do Laboratório Brain, Belief e Behavior da Universidade de Coventry, juntamente com os seus colegas, realizaram 18 ensaios, com 846 participantes. Desde o estudo de QIgong (prática que utiliza a mente para tratar a doença), até ao tai chi (uma arte marcial) em pessoas com insónias.

Resultados positivos na diminuição da atividade dos genes

Estes estudos, com várias vertentes e resultados diversos, no geral os resultados convergem. As pessoas que praticam atividades de relaxamento mente-corpo favorecem a diminuição da atividade dos genes relacionados com a inflamação.

Os genes controlados por uma proteína chave que atua como uma inflamação “on-switch” – chamado NF-ĸB – parecem ser particularmente afetados

Segundo as conclusões da psicóloga Buric

A inflamação é das primeiras formas de defesa do organismo contra infeções e lesões. Se essa inflamação continua acaba por despoletar stress psicológico e risco de desenvolver doenças mais graves. A inflamação crónica, está até, relacionada com o aumento de risco de distúrbios psicológicos, situações auto-imunes como asma ou artrite, entre outras doenças mais graves.

Para conclusão faltam ainda estudos, é importante analisar se os resultados deste tipo de práticas de relaxamento não têm a ver também com o estilo de vida e a alimentação que a pessoa faz.

Para já, o facto de fazer algum tipo de relaxamento e dar um pouco de descanso à sua mente já é suficiente para que se sinta melhor. Assim sendo, escolha a técnica que escolher o importante é que faça por se sentir melhor.

 

Por Célia Simões para Pplware Kids

Arquivado na categoria: Educação


Deixar uma resposta


Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. O autor deste site reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.



×