“Peixe sem cara” não era visto há mais de um século | Pplware Kids

“Peixe sem cara” não era visto há mais de um século

Um peculiar peixe “sem cara” foi reencontrado durante uma expedição a fossas oceânicas na costa leste da Austrália. O estranho peixe não era visto há mais de um século e está a causar muita curiosidade.




 

Zona nunca antes explorada

Numa expedição às fossas oceânicas na costa leste da Austrália, zona nunca antes explorada, a 4 mil metros de profundidade foram encontradas várias novas espécies marinhas.

Esta missão é liderada pelo Museu Vitória e a Organização de Pesquisa da Comunidade Científica e Industrial (CSIRO), composta por 27 cientistas, 13 técnicos e 20 membros da tripulação. A equipa, lança diariamente um cabo de 8 quilómetros de comprimento, juntamente com uma câmara que ajuda a registar as descobertas, para estas fossas oceânicas, a fim de recolher amostras das espécies que habitam esse local.

 

Redescoberta

O peixe “sem cara”, descoberto em 1873 por um navio britânico perto de Papua Nova Guiné, ao que tudo indica não voltou a ser visto desde essa altura, o que o torna praticamente numa nova espécie.

Este peixe é um tanto ou quanto diferente do normal devido ao facto de não se encontrar uma cara definida. Ao olharmos para o animal dá-nos a sensação que não tem cara porque não se vê a boca, os olhos, nem mesmo as guelras, pois estão na parte de baixo do peixe. Torna-se assim uma espécie muito distinta das imensas espécies de peixes. Estas características podem ter a ver com o facto de se encontrar a 4 mil metros de profundidade.

Este pequeno peixe é fantástico porque a boca está situada na parte de baixo do animal, por isso quando olhamos pelos lados não conseguimos ver os olhos, as guelras e a boca

afirmou o cientista Tim O’Hara, líder da missão, ao jornal The Guardian.

 

Novas Espécies

Mas esta não foi a única espécie “nova” que a equipa encontrou. Outras espécies como caranguejos de rocha vermelha brilhante, estrelas do mar bioluminescentes, aranhas gigantes do mar, e até minhocas foram encontradas, algumas das quais nunca vistas anteriormente.
Esta expedição começou no passado dia 15 de maio e terminará no dia 16 de junho. Até agora, um terço das espécies encontradas eram totalmente desconhecidas.

Por Célia Simões para Pplware Kids

Arquivado na categoria: Curiosidades


Deixar uma resposta


Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. O autor deste site reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.



×