O que vai acontecer à nossa Terra no futuro? | Pplware Kids

O que vai acontecer à nossa Terra no futuro?

Quantas vezes damos por nós a pensar, como será o futuro? Como evoluirá a humanidade? De que mais seremos capazes de inventar? Com o surgimento da tecnologia o mundo avança a passos largos e temos acesso a coisas que seriam impensáveis por alguns dos nossos antepassados mais próximos.



Nós, os seres humanos somos os únicos animais a saber que o futuro existe mas, apesar disso ninguém pode dizer ao certo como ele será.

Contudo, graças à avançada tecnologia é possível fazer previsões sobre como será a evolução do planeta Terra nos próximos 1 bilhão de anos.

Uma vez que certamente nenhum de nós cá estará para verificar se realmente vai ser assim, neste vídeo são mostradas as alterações que o nosso planeta possivelmente sofrerá. Previsões, com a ajuda da ciência, que de uma forma calculada, arrisca a divulgar.

Daqui a dois milhões de anos, possivelmente existirá vida noutros planetas. Seres humanos habitarão outros planetas e evoluirão para espécies diferentes o que faz com que nos tornemos alienígenas.

Parece estranho?

Ao tentar imaginar essa realidade parece estranha, quase impossível, mas a verdade é que se recuarmos no tempo veremos que é apenas a continuação. A Terra já sofreu tantas alterações desde que os nossos antepassados surgiram em África. O clima já sofreu tantas alterações, o Homem já foi tão diferente do que somos hoje em dia, já descobrimos tantas coisas sobre outros planetas.

E a tecnologia?

No ano 10.000 haverá um “novo bug”. Os nossos softwares que funcionam com quatro casa decimais, ao chegar ao ano 10.000 não será possível codificar datas.
Outra alteração, e isso já é evidente, é deixar de haver raças definidas. Com a globalização a tendência é para uma uniformização de cor de cabelo e cor de pele.

Linguagem

No ano 20.000 a linguagem tal como a conhecemos deixará de ser reconhecida. Uma evolução também existente nos nossos dias, mas continuamos a fazer referências ao passado.

No ano 50.000 a Terra voltará a sofrer um período glacial, apesar de tudo apontar o contrário devido ao aquecimento global.

No ano 100.000 as estrelas e constelações visíveis da Terra terão uma aparência muito diferente da que vemos hoje.

Se realmente chegarmos a Marte como tanto ambicionamos, certamente iremos modifica-lo para nos sentirmos em casa.

No ano 500.000, o nosso planeta começa a presenciar momentos difíceis. As previsões são para que a Terra seja atingida por um asteroide de 1 km de diâmetro se, com toda a tecnologia que ainda aí vem, não o conseguirmos evitar.

No ano 1 milhão a Terra poderá também sofrer uma erupção vulcânica capaz de espalhar 3.200 km3 de cinzas para a atmosfera.

Mas, no seguimento das previsões, como sempre, o Homem arranja uma maneira de dar a volta. De alguma coisa tinha de servir todos os esforços que fazemos atualmente para conseguir recuar os níveis de poluição, criar novas energias, preservar espécies, entre outros esforços.

No ano 2 milhões, num futuro já muito longínquo, se os humanos tiverem mesmo conseguido chegar a outros planetas, nesta altura já serão novas espécies, uma evolução natural de adaptação ao meio ambiente em que vivem.

No ano 50 milhões, África poderá colidir com o que chamam de Eurasia (conjunto da Europa e da Ásia), o Mar Mediterrâneo modificar-se-á e dará lugar a uma nova cordilheira de montanhas, quem sabe mais altas que o Monte Evereste.

No ano 250 milhões todo o nosso planeta estará novamente junto formando um único continente

Nos anos 500 a 600 milhões, a partir daqui o futuro da Terra não é nada animador. Apesar de ser já muito difícil de prever, o que está previsto é que haja uma explosão mortal de raios gama que ocorrerá a 6.500 anos-luz da Terra, provocando uma extinção em massa.

A luminosidade crescente do Sol fará parar os movimentos das placas tectônicas, e os níveis de Co2 na atmosfera começarão a baixar. Os níveis de oxigênio serão cada vez mais baixos e a camada se ozono desaparecerá o que fará com que seja impossível haver vida no planeta azul.

Aos mil milhões de anos a temperatura da Terra aumentará para, aproximadamente, 47ºc, fará da atmosfera uma estufa e apenas pertos dos polos poderá existir ainda algum tipo de vida.

Esta é a previsão que foi feita, com base em muitos estudos e grande ajuda da tecnologia. Se assim será ou não realmente, sou capaz de prever que não iremos saber!?

Fonte: Science Alert

 

PorCélia Simõespara Pplware Kids

Arquivado na categoria: Curiosidades


Deixar uma resposta


Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. O autor deste site reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.



×