Mulher implanta 50 microchips no corpo... para o tornar melhor | Pplware Kids

Mulher implanta 50 microchips no corpo… para o tornar melhor

Com a evolução da tecnologia e, em especial, da nanotecnologia, praticamente tudo se torna possível.

Que o diga a hacker escocesa identificada como Lepht Anonym, que colocou 50 microchips e imans no seu próprio corpo, como forma de melhorar e incrementar os seus sentidos e os seus conhecimentos.
anonym2



Identificada como Lepht Anonym, esta hacker escocesa é adepta do chamado Trans-humanismo.

Trans-humanismo é um movimento internacional e intelectual que visa transformar a condição humana do desenvolvimento e criação de tecnologias amplamente disponíveis para aumentar consideravelmente as capacidades intelectuais, físicas e psicológicas humanas.

Wikipédia

Lepht é de tal forma fã, que já fez mesmo dezenas de intervenções no seu corpo. Actualmente, a escocesa tem-se focado em implantar microchips e imans no corpo, com o objectivo de ampliar os seus conhecimentos e os seus sentidos.p03pfbg8

Segundo entrevista à BBC, admite que não se importa com os riscos ou consequências que isso possa trazer. Contudo, aconselha a que outras pessoas não o façam.

Refere ainda:

Prefiro sofrer com muita dor e adquirir conhecimentos do que evitar a dor e ficar sem esses conhecimentos. O transumanismo é, basicamente, a filosofia que afirma que podemos e deveríamos melhorar a qualidade da vida humana através da tecnologia. Estamos a tentar usar a tecnologia de um modo mais pessoal para que os nossos corpos sejam também melhores.

Na imagem acima, podemos ver um dos chips implantados por Lepht no próprio corpo. Apesar de ser pequeno, o procedimento provocou sangramento na mão.

Nos últimos anos, a hacker já fez 50 procedimentos cirúrgicos de microchips no corpo e os ímans na ponta dos dedos. Relativamente à iniciação, Lepht explica:

A minha primeira experiência cirúrgica aconteceu em 2007. Tudo o que fiz foi comprar um chip digital, um leitor na web e instrumentos médicos esterilizados, um pequeno kit de operação. Uma amiga que estudava Medicina na altura, fez o corte e eu implantei o chip e fiz os curativos.

Desde então, não tem parado. Os ímans que tem na ponta dos dedos são activados por dispositivos externos e permitem-lhe sentir a distância entre as mãos e os objectos.

Vejam a primeira parte de uma apresentação feita por Lepht:

Mais recentemente, a hacker inseriu um microchip na sua mão, para que lhe seja possível fazer pagamentos sem usar os seus cartões.

Com tudo isto, a escocesa apenas quer acelerar o processo de evolução da inteligência. Lepht tem ainda um blog – Sapiens Anonym -, especializado em biohacking e onde já conseguiu mais de 600 mil visitas.

Arquivado na categoria: Curiosidades


Deixar uma resposta


Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. O autor deste site reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.