Estudo: 60% das pessoas adormece com o smartphone na mão | Pplware Kids

Estudo: 60% das pessoas adormece com o smartphone na mão

Os smartphones já fazem parte do dia a dia das pessoas, entando presentes em praticamente todas as situações.

Um recente estudo indica mesmo que 60% das pessoas adormece com o seu smartphone na mão! Incrível, verdade?

sleep-texting


A pesquisa foi desenvolvida através da Internet, pela KRC Research, e entrevistou um total de 7.112 proprietários de smartphones nos Estados Unidos, Reino Unido, Brasil, China, Espanha, México e Índia.

Os resultados, publicados no dia 28 de Junho pela Motorola, revelam que 60% dos inquiridos confessou que adormece com o seu smartphone na mão. Dessa percentagem total, 74% são da Índia e 70% são da China.

Por sua vez, 57% afirmou que levam os smartphones para o WC, sobretudo pessoas da China e do Brasil.

wc

Outros resultados indicam que 1 em cada 6 pessoas, utiliza o equipamento durante o banho e 54% confessa que, em caso de incêncio, procuraria primeiro o smartphone e só depois um gato da família.

No entanto, ‘apenas’ 39% dos entrevistados revela estar contente com o seu smartphone e 79% afirma que se sentem incomodados quando o smartrphone os interrompem em momentos inoportunos.

via | AFP

Arquivado na categoria: Curiosidades


1 Comentário

  1. 12-Nov-2015

    Assuntos muito interessantes aqui abordados. Esta semana, na escola do meu filho, o Sono foi tema de um pequeno colóquio dirigido aos pais. Pena ter sido muito superficial e pena não ter tido acesso ao que aqui foi publicado pois está muito mais compreensível e com uma abordagem muito mais ampla. Talvez me levasse a ter uma intervenção mais activa.
    Vou fazer um pequeno documento onde vou incluir o que aqui li, para entregar à Directora de Turma pois é muito interessante. Não só o sono com os TPC que é um assunto que eu sempre achei que também devia ser discutido. Revejo no meu filho tudo o que aqui foi dito. Como os TPC causam stress. Se ele não tiver TPC ele próprio vai fazer uma ou outra ficha do caderno do aluno por iniciativa própria e ainda vai falar comigo sobre as matérias que dá na escola. Por isso noto um maior interesse por parte dele em relação ao estudo quando o mesmo não é imposto pelos professores mas sim de iniciativa própria. É verdade que eles têm que começar a ter mais responsabilidades mas também sei que o Dever estudar é muito mais bem aceite nestas idades que a obrigação de o fazer.
    Gostava muito que um dia abordassem o tema sobre a dificuldade na concentração. O meu filho tem este problema. Quando foi para o primeiro ciclo (5º ano) e os professores me diziam que ele se “ausentava” muitas vezes, notava-se quando ele questionava o professor sobre assuntos que tinha, sido falados na mesma aula mas que já tinham sido esclarecidos e ele não estava lá nesses momentos. O Pediatra disse para não me preocupar que passava com a idade. Não passou; melhorou com técnicas que eu tenho trabalhado com ele como por exemplo ser mais participativo/interventivo nas aulas para automaticamente o obrigar a não se distrair. Resultou mas não 100 %. Quando está muito tempo a ouvir a professora a falar sobre uma matéria ele diz que chega a doer a cabeça do esforço para se concentrar e depois ausenta-se, sem ele próprio se conseguir controlar. Devia haver um trabalho aqui também pela parte dos professores ou seja, evitarem estar muito tempo seguido a falar de uma matéria e pedir mais a intervenção dos alunos mesmo que implique parar um pouco para que eles não se desinteressem pelo que está a ser dito. Se bem que “desinteressar” não será propriamente o termo.
    Eu deparo-me com a Directora de turma a dizer que os primeiros testes em geral (todas as disciplinas) foi uma desgraça e que ela e os colegas se questionam o que se passa com os nossos meninos. Ou seja eles acham que há um trabalho a ser feito mas que esse trabalho é principalmente da parte dos alunos e depois também em casa. E na escola? Não há trabalho a fazer? É aqui que eu acho que há uma falha e grande.
    Agradeço mais uma vez ter abordado aqui temas tão interessantes e que me dão iniciativa para intervir junto da escola. Os pais devem ser mais participativos.
    MP

Deixar uma resposta


Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. O autor deste site reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.