Árvores de “copa tímida” oferecem espetáculo único | Pplware Kids

Árvores de “copa tímida” oferecem espetáculo único

Algumas espécies de árvores de copa alta têm a capacidade de retrair para não tocar nas copas das árvores vizinhas. Esse fenómeno que ocorre de forma natural leva a que se apelide essas árvores de “copa tímida” ou “crown shyness” (como são conhecidas em inglês).



Fenómeno por explicar

Há fenómenos na natureza que são maravilhosos e que nos surpreendem sem que encontremos uma razão para que isso aconteça. No caso destas árvores de “copa tímida”, o efeito visual é fantástico.

De uma forma que parece propositada, são formadas bordas bem definidas com espaços quase definidos entre elas. Quem está perto destas e olha para o céu, parece ver desenhadas as manchas de uma girafa ou um rio com vários afluentes, ou tantas outras imagens que ocorrem à imaginação de cada um.

Explicações científicas

Este fenómeno, que intriga os cientistas, foi descoberto já em 1920. Até agora ainda não conseguiram chegar a um consenso acerca da causa que leva a que estas árvores não se toquem.

Existem algumas teorias que tentam explicar o sucedido. Uma delas, aponta para que o espaço existente entre as árvores, tem a ver com quebras de ramos que colidem violentamente quando existem tempestades e ventos fortes.

Algumas experiências constataram que, de forma artificial, se as árvores de copa tímida forem impedidas de balançar e tocar umas nas outras, aos poucos vão preenchendo os espaços vazios entre elas.

Uma curiosidade adicional é o fato de, enquanto novas e mais baixas, esse fenómeno não se manifesta, apenas acontece quando atingem uma determinada altura e conseguem influenciar o vento.

Por outro lado, um estudioso da Malásia que analisou a Dryobalanops aromática (uma espécie de “copa tímida”), constatou que os ramos não se chegam a tocar. Avançou com a teoria de qua as pontas dessas árvores são sensíveis aos vários níveis de luz solar. Dessa forma param o seu crescimento ao chegar às ramagens das outras árvores. Pode ser uma medida preventiva para não ficarem na sombra e otimizar a fotossíntese.

Há ainda quem aponte este fenómeno como sendo uma espécie de proteção. Proteção contra as pragas de larvas de insetos que fazem com que a folhagem seja destruída. Assim, sem tocar nas extremidades das outras árvores, o risco de apanhar as pragas é menor.

Quer seja por algum destes motivos ou por outro ainda não descoberto, a verdade é que as copas destas árvores nos oferecem um espetáculo único. Um dos locais onde pode apreciá-lo é em Kuala Lumpur, no Instituto de Pesquisa Florestal da Malásia.

 

Por Célia Simões para Pplware Kids

Arquivado na categoria: Curiosidades


Deixar uma resposta


Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. O autor deste site reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.



×